Adobe abandona CS6 e lança Creative Cloud for Teams, com todos os programas da empresa

1 comentário

MicroSafe_Adobe_Creative_Cloud

 

Diferente de outras companhias de software que testam ou oferecem alternativas ao tradicional modelo de licenciamento perpétuo, a partir de agora, simplesmente todos os programas da empresa passam a ser disponibilizados apenas no modelo de assinatura anual. Só ficaram de fora os aplicativos para Touch.

Adobe Creative Cloud: A Adobe dá um reset no modelo de licenciamento perpétuo

Batizada de Adobe Creative Cloud, a iniciativa é muito mais do que um simples modelo de licenciamento. A empresa definitivamente se volta para o modelo de software como serviço, e decidiu fazer isso de maneira a cortar laços com o passado. Tanto é que quem ainda deseja obter licenças perpétuas de programas consagrados como Photoshop CS6, Acrobat XI, entre outros, precisa correr: uma vez findos os estoques, estes produtos não serão mais vendidos, nem mesmo atualizados.

Em outras palavras, dentro em breve, a depender dos estoques da MicroSafe, não será mais possível adquirir qualquer software da Adobe pagando uma única vez por uma licença definitiva, seja ela eletrônica ou em caixinha. Todos os softwares e produtos da empresa passam a estar disponíveis somente como assinatura anual, e mais: não será mais possível adquirir apenas um produto (a Creative Cloud engloba todos os produtos da Adobe, em uma oferta única, não há outra opção de aquisição).

Entre novidades, 15 novos aplicativos CC já em Junho. E agora seu cliente pode ver seus arquivos Adobe sem precisar de software!

A empresa já rompeu com o modelo tradicional desde início de Maio de 2013, e em Junho, já vai adicionar 15 novas versões de aplicativos somente para assinantes, como o Photoshop CC, entre outros. Usuários de versões CS6 ou anteriores ficarão, literalmente, “congelados no tempo”, pois seus produtos não receberão mais atualizações (Não haverá “Photoshop CS7”, por exemplo). Para contornar isso, a Adobe está oferecendo um valor especial de upgrade, até Agosto de 2013, para quem desejar migrar das versões CS3 em diante para Creative Cloud (veja no final do post).

Aqui, uma grande novidade: pela primeira vez, arquivos gerados pelo Photoshop, Premiere, entre outros, poderão ser enviados para clientes, através da nuvem, e com isso, poderão ser visualizados por qualquer pessoa, mesmo que ela não possua os programas da Adobe em sua máquina final. Apenas este recurso pode representar um gigantesca economia e agilidade para profissionais de criação que antes precisavam fornecer provas impressas em visitas pessoais a seus clientes. Agora, bastará salvar seu arquivo PSD (ou de qualquer aplicativo Adobe) em seu espaço na nuvem, e enviar o link do trabalho para o cliente, que poderá visualizar — e até imprimir — o mesmo de qualquer máquina, sem necessidade de possuir qualquer ferramenta Adobe instalada.

Adobe Creative Cloud for Teams: nem muito Cloud, nem tanto Teams

Todas as ofertas de produto da empresa, portanto, viraram apenas um serviço de assinatura anual. Este serviço, batizado de Adobe Creative Cloud for Teams (Adobe Creative Cloud para Equipes), tem dois problemas de nomenclatura, em nossa opinião:

  1. O nome “Cloud” pode dar a entender que os programas da empresa passam a rodar na nuvem. Não é isso. A Cloud em questão é apenas o site da Adobe por onde o assinante passará a realizar o download dos programas que desejar instalar (fazendo a assinatura anual, o cliente tem direito a baixar qualquer programa da Adobe, ou todos, se desejar). Tudo continua precisando ser baixado, instalado e executado em computadores, como era antes, sejam eles Windows ou Mac. Fora isso, os serviços realmente em nuvem do pacote já incluem uma assinatura premium da Behance, uma rede social de grande sucesso voltada para que profissionais de criação compartilhem seus trabalhos e solicitem ajuda de outros profissionais; e 100GB de espaço para compartilhar arquivos, um espaço pra lá de razoável em termos de custo incluso;
  2. O nome “for Teams” também pode dar a entender que a assinatura anual dá direito de uso para toda uma equipe. Não dá. A licença continua sendo individual, por usuário. Mas pode ser instalada em até 2 máquinas do mesmo usuário, desde que as duas não sejam usadas ao mesmo tempo. O nome Teams, na verdade, visa o novo paradigma de colaboração que pode ser feito com os novos aplicativos;

E o preço, compensa?

Naturalmente, mudanças deste calibre não poderiam vir sem polêmica. Já existe até mesmo uma petição online solicitando que a Adobe mude de ideia. Mas segundo este artigo da PC Magazine, não só a petição é inócua e pouco expressiva, como na verdade, o novo modelo compensa do ponto de vista financeiro (veja valores no fim do post).

Usando como exemplo o usuário típico de Adobe, que realiza uma atualização de software a cada 3 anos, a PC Magazine calculou vantagens de mais de 20% em custo para usuários das (agora antigas) Creative Suites, como eram chamados os pacotes que reuniam vários programas da Adobe. Mesmo para usuários apenas do Photoshop CS6, a migração para Creative Cloud ainda oferece vantagens financeiras, isso sem falar em todos os outros programas que o usuário Adobe poderia passar a usar, além do Photoshop CC, se quisesse.

Um detalhe que a PC Magazine não menciona é que além disso, com a assinatura anual, o usuário sempre recebe a última versão dos softwares da Adobe automaticamente. Por isso, enquanto um usuário da versão CS3 pode ter deixado passar a versão CS5 e ido direto para a CS6, o usuário Creative Cloud do Photoshop CC sempre poderá obter a versão CC1 assim que ela for lançada. A Adobe diz que um dos objetivos da assinatura é exatamente este, visto que o mercado de criação não pode ficar estagnado diante de novas tecnologias. Com isso, ela promete aumentar a velocidade do ciclo de atualizações de seus produtos, de modo que, por exemplo, assim que surja um novo padrão Web, o cliente Adobe já possa ter ferramentas atualizadas e disponíveis para lidar com o mesmo.

E tem promoção de lançamento na MicroSafe!

A assinatura anual do Adobe Creative Cloud for Teams foi lançada no Brasil com preço de tabela de R$ 3.299,00, valor para a assinatura anual. O upgrade especial para usuários de qualquer produto Adobe desde a versão CS3 possui preço de tabela de R$ 1.999(para ter direito a este preço, basta possuir qualquer produto da Adobe que seja da versão CS3 em diante).

Por ocasião do lançamento, a MicroSafe, Adobe Certified Reseller, está com uma excelente promoção! A licença normal sai por R$ 2.899 e o upgrade especial, por apenas R$ 1.699, e estes valores podem ser parcelados em 4 vezes sem juros para empresas, até 31/05/2013! Isto significa que por menos de R$ 799 por mês, você pode ter todos os programas da Adobe, algo simplesmente impossível antes do modelo de assinatura. Para quem fizer upgrade, o valor cai para menos de R$ 499 por mês. Anualizando a conta, os valores promocionais de lançamento saem por menos de R$ 250 / R$ 149 por mês.

Clique nos produtos abaixo para ver a descrição completa dos mesmos!

65206844BA01A12-BIG

65223136BA01A12-BIG

 

 

  • obrigado vou baixar , não encotrei onde baixar so aqui eu consegui adobe premiere, valeu