Ei, Intel! Windows 8, ARM, Tablets… hello?

3 Comentários

A ascensão dos Tablets e a disposição da Microsoft em rodar o Windows 8 em processadores ARM traz a pergunta: E a Intel, onde fica nessa história?

Corre, negada!

Ontem escrevemos justamente sobre a receita espetacular da Microsoft no ano fiscal de 2011.

No mesmo dia, li um artigo do meu amigo Benito Piropo Da-Rin, que chama “site” de “sítio” — e agora vi que chama “Tablet” de “Tablete” mesmo — há mais de 20 anos (e claro que eu estou aproveitando pra pegar no pé dele de novo com isso).

Brincadeiras à parte, uma pessoa que escreve com tanto didatismo sobre praticamente qualquer assunto, só pode mesmo ser chamada de “Mestre”.

O artigo do Piropo no igualmente supimpa F’órum PC’s “Windows 8 rodará em ARM“, fala não só do que escrevemos aqui, mas também do futuro do Windows 8.

E isso tudo me pôs a pensar no futuro… da Intel.

Afinal de contas, já havíamos falado sobre o ARM no artigo “Como comprar o Windows 8 ainda este ano“, e como isso indicava a possibilidade não só de Netbooks ARM, mas de Tablets ARM com Windows 8.

Em primeiro lugar, vamos estabelecer alguns parâmetros:

  1. A computação de toque veio para ficar, creio que ninguém tem mais dúvidas disso;
  2. Os Tablets, idem;
  3. Netbooks? Sei não…
  4. A Microsoft, com o Windows 8, pela primeira vez, fará parceria com outra linha de processadores. Isso é muito relevante;
  5. “Pior”, esta linha é a mesma que já abastece vários tablets (por enquanto, rodando Android);
  6. E a Intel, até agora, não tem absolutamente qualquer solução para tablets. Só para Netbooks, com sua linha Atom;
  7. E mesmo que venha a criar uma solução agora, não será compatível com nada existente, a não ser que continue sendo da arquitetura x86. E aí você vai preferir rodar um Windows 7 “genérico” em um processador Atom em um Tablet Intel, ou um Windows 8 específico para rodar em Tablets ARM?

Como pode isso?

Estamos vendo o futuro da computação se delineando em várias vertentes, mas em uma das mais explosivas, a Intel realmente não faz parte. É evidente que o mercado que aderir aos tablets irá preferir rodar um sistema operacional desenvolvido especificamente para este tipo de dispositivo, que suporte toque, consuma pouca bateria, enfim… e as opções mais significativas hoje são Android (Google) e iOS (Apple). Nenhuma das duas roda em Intel.

Mas vamos voltar um pouco: Como novamente o Piropo bem explica na terceira parte do artigo acima, ARM não é um fabricante, é uma linha, uma patente de processadores, detida pela ARM Holdings, que a licencia para que fabricantes “de verdade” (NVIDIA, LG, Qualcomm, etc…) desenvolvam os processadores em si.

Então, será que veremos algum dos cenários abaixo?

  • A Intel licenciando e fabricando processadores ARM? (Esta seria fantástica de se ver!)
  • A Microsoft se aliando com um parceiro tradicional (Samsung, LG, etc) que já fabrica ARM’s?
  • Uma versão do Android para rodar em Intel? Bem, segundo artigo do The Register, a Intel afirma que está portando o Android 3.0 para x86 sim. Mas permanece a questão: Em que processador irá rodar esta versão? No Atom? Perde de longe para o ARM.
  • Então, peraí: A Microsoft se bandeando para ARM, e a Intel flertando com o Android, é isso mesmo? Será que veremos a Microsoft cortando relações com a Intel (e porcos voando?) Ou ao menos, uma briga a la Adobe x Apple?

Especulações, especulações…

Uma antiga maldição chinesa vaticina “Que você viva em épocas interessantes”. O Windows 8 já está confirmado para 2012. Se de alguma forma, o mundo WIntel for abalado pelos processadores ARM, por conta da ascensão dos tablets, pode muito bem ser o fim do mundo como o conhecemos…

  • Eu

    Intel StrongARM e XScale.

  • Obrigado, meu velho amigo, pelos elogios. Mas sua opção “fantástica de se ver” já está se vendo: a Intel é uma das licenciadas da ARM. Basta procurar na lista das licenciadas.

    • Paulo Santana

      Eu é que agradeço sua visita, Milorde.

      A Intel é licenciada da ARM, sim, e eu deveria ter mencionado isso de maneira clara. Obrigado pela correção. Assim vou aprendendo.

      Eu pulei o didatismo e falei direto “licenciada e fabricando”. Já temos processador licenciado da ARM fabricado pela Intel? Essa eu realmente ainda não vi.