Licenciamento Microsoft Windows Server 2012 explicado

31 Comentários

Licenciamento Microsoft Windows Server 2012 explicado

 

MicroSafe_Windows_Server_2012_Edicoes

O Windows Server 2012 certamente é o melhor servidor de redes da história da Microsoft. Construído em cima do sucesso incontestável de seus antecessores, o Windows Server 2012 acrescenta ferramentas de virtualização ainda mais poderosas, e integra serviços de nuvem  completos, tudo com a já lendária facilidade pela qual a plataforma Windows é conhecida.

Veja agora como realizar o licenciamento do Windows Server 2012 em diversos cenários:

Licença ou caixinha?

Antes do Windows Server 2012, era possível adquirir as licenças em caixinha, com DVD e manual (o que a Microsoft chama de FPP – Full Packaged Product), ou de maneira eletrônica (Licenciamento Open, disponível apenas para pessoas jurídicas). Agora, apenas o licenciamento eletrônico está disponível, e somente para pessoas jurídicas.

Update 28/02: Parece brincadeira, mas acho que a Microsoft lê este Blog, não é possível. O Windows Server 2012 foi lançado… em 2012, e este post, escrito somente em 25/02/2013. Pois apenas 2 dias depois da informação acima ser postada, a Microsoft nos envia o quê? O lançamento  do Windows Server 2012 em caixinha, é claro! Só pra gente ter que fazer essa correção, não é possível. Enfim, a versão em caixinha (por enquanto, somente do Standard) já pode ser comprada aqui. Voltamos a nossa programação normal abaixo.

Ao comprar qualquer das licenças explicadas abaixo, sua empresa portanto recebe apenas um e-mail com o número de ativação do software e o link para baixar o mesmo do site de licenciamento da Microsoft.

Licenciamento Open

Permanecem as exigências do licenciamento Open: se for a primeira vez que você compra licença eletrônica da Microsoft, a compra inicial é de 5 licenças (você pode misturar qualquer produto Microsoft na compra para compor as 5 licenças. Exemplo: 1 Windows Server 2012 + 3 CALs Windows Server 2012 + 1 Office 2013).

Essa compra dá início a um contrato de 2 anos com a Microsoft, onde sua licença é perpétua, não há necessidade de pagar mais nada, e a licença Open pode ser instalada e desinstalada quantas vezes o cliente precisar. A vantagem do contrato é que, nestes 2 anos, você pode comprar qualquer licença Open em quantidade unitária. Ou seja, se depois da compra inicial, você precisar comprar apenas mais uma CAL, poderá fazê-lo, desde que informe o número do seu contrato Open no ato da compra, para verificarmos se ele está ativo. O site da MicroSafe já avisa e pede estas informações durante a compra, e ainda sugere maneiras de completar as 5 licenças de maneira muito econômica!

Quais as edições do Windows Server 2012 atualmente?

Conforme visto na imagem de abertura deste post, o Windows Server 2012 tem quatro “sabores”, que explicaremos em detalhes abaixo:Windows Server 2012 Datacenter, Windows Server 2012 Standard, Windows Server 2012 Essentials e Windows Server 2012 Foundation.

Atenção: O Windows Server 2012 Foundation, na prática, não foi lançado pela Microsoft no Brasil, até a data em que este post foi escrito.

Para obter mais detalhes de preço de cada versão, basta clicar abaixo:

  • Windows Server 2012 Essentials – Esta é a versão mais simples do Windows Server 2012 disponível para venda. É Indicada para pequenas empresas, pois no mesmo preço, já está incluída a licença para um servidor de rede e as licenças para 25 estações (na verdade, o Windows Essentials e Foundation não exigem CALs).As limitações desta versão são: 1) O número máximo de clientes admitidos é 25. Acima disso, é necessário usar as edições abaixo; 2) Não permite virtualização; 3) Não permite acesso remoto. O licenciamento do Windows Server Essentials é, portanto, o mais simples de todos: basta adquirir uma única licença para habilitar um servidor e até 25 estações locais;
  • Windows Server 2012 Standard – A versão mais tradicional do Windows Server. É indicada para empresas de qualquer tamanho, que não precisam de serviços avançados de virtualização.A única limitação desta versão é que ela permite apenas duas máquinas virtuais por servidor. Se você pretende ter dezenas de máquinas virtuais por servidor, invista na edição Datacenter do Windows Server. O licenciamento do Windows Server 2012 Standard segue a seguinte fórmula:
    • Uma licença do Windows Server 2012 Standard pode ser instalada em um Servidor com até 2 processadores físicos. Atenção para não confundir processador (processor) com núcleo (core). Um Servidor Xeon Quad-Core, por exemplo, tem quatro núcleos, mas apenas um processador físico. Portanto, apenas uma licença do Windows Server 2012 Standard é necessária. Somente no caso do servidor possuir 2 3 (ou mais) processadores físicos instalados (ou seja, um servidor com 2 3 processadores Xeon Quad-Core, por exemplo) (*) é que serão necessárias licenças adicionais do Windows Server Standard para o mesmo servidor;
    • Além da licença do servidor, acima, é necessário também que cada estação local que precise acessar este servidor possua uma licença de acesso. Esta licença é chamada de CAL (Client Access License), e é licenciada por dispositivo de acesso. Por exemplo: vamos supor que você possua 10 Desktops, 20 Notebooks e 2 Tablets com Windows 8 Pro, total de 32 máquinas. Não importa se estes equipamentos são usados em 3 turnos, por 90 pessoas (muito mais que 32 clientes, portanto), o que importa apenas é que as máquinas precisarão acessar o servidor. Você precisará então de apenas 32 CALs para licenciar toda a sua empresa. Note que a CAL é apenas uma licença para acesso legalizado ao servidor, você não instalará software algum efetivamente nas estações. Por isso não existe o conceito de “CAL para Windows, CAL para MAC, etc…”. Pelo mesmo motivo, a CAL é a mesma licença para qualquer versão do Windows Server 2012, não existe “CAL para Windows Standard, CAL para Windows Datacenter, etc…”
    • Finalmente, se o Windows Server 2012 Standard precisar ser acessado por uma estação remota, de fora da empresa, via Internet, conexão discada, seja como for, além das 2 licenças acima, é necessário também adquirir a CAL de Remote Desktop(antigamente chamada de Terminal Services). Novamente, essa CAL é para cada máquina de fora da empresa;
    • Nota: antes do Windows 2012, a Microsoft diferenciava as CALs entre CAL Device (que é a explicada acima) e CAL User, que seria o licenciamento por usuário, permitindo ao cliente final decidir o melhor para o seu caso. Como na prática, quase sempre o licenciamento por dispositivo é mais simples e barato do que o por usuário, esta opção foi extinguida no Windows Server 2012. Agora temos apenas as CALs Device;

     

  • Windows Server 2012 Datacenter – Esta versão é atualmente o topo de linha de servidores Microsoft. Como você pode imaginar pela sequência acima, ela não possui qualquer limitação, e é indicada para empresas de qualquer tamanho, para criação de diversas máquinas virtuais em um único servidor (ou vários).Com o Windows Server 2012 Datacenter, você pode eliminar vários servidores e licenças antigos e concentrá-los em um único e potente servidor, escalável (consulte os servidores indicados para virtualização), de modo a aproveitar todo o potencial de seu hardware, centralizando e melhorando o gerenciamento. E sem usar ferramentas de virtualização separadas ou complexas, tudo é feito a partir da interface do próprio Windows Server 2012 de maneira simples e descomplicada. O licenciamento do Windows Server 2012 Datacenter é idêntico ao Standard, ou seja, licença para 1 servidor com até dois processadores + licença (CAL) por máquina de conexão local + (Opcional) CAL de acesso remoto (Remote Desktop)

Resumo do licenciamento do Windows Server 2012 Essentials e Foundation:

MicroSafe_Windows_Server_2012_Essentials_Foundation

Resumo do licenciamento do Windows Server 2012 Standard e Datacenter:

MicroSafe_Windows_Server_2012_Standard_Datacenter

Licenças educacionais e Software Assurance

Assim como praticamente todos os softwares da Microsoft, quase todas as versões do Windows Server 2012 (Exceto Foundation e Essentials) podem ser compradas na modalidade Educacional, que possui 70% de desconto sobre o preço normal.

Importante: somente instituições com registros ativos no MEC podem se beneficiar desta forma de licenciamento.

Já o Software Assurance (SA) é um licenciamento opcional que pode ser adquirido junto com a licença normal. Adquirindo o SA junto com a licença normal do Windows Server 2012, você tem direitos automáticos de upgrade garantidos para qualquer nova versão do Windows Server, por 2 anos, a partir da sua compra. Ou seja, se você compra o Windows Server 2012 + SA em Março de 2013, estará coberto até Fevereiro de 2015. Se neste período, a Microsoft lançar o “Windows Server 2014”, por exemplo, você o receberá automaticamente, sem pagar a mais por isso.

Obtendo o Windows 2008 por Direitos de downgrade

Downgrade, na indústria de software, é o processo pela qual adquire-se a versão atual de um software, para então, solicitar a reversão para a versão anterior do mesmo. Neste caso, a única maneira de conseguir o Windows 2008 atualmente é comprando o Windows Server 2012, e solicitando o downgrade para a Microsoft.

O processo em si é muito simples, e totalmente gratuito: de posse da licença do Windows Server 2012, entre em contato com a Microsoft e solicite a licença do Windows Server 2008. Você receberá o mesmo e-mail com a chave de ativação e link para download, mas para a versão 2008. Note que você não poderá usar as duas versões ao mesmo tempo, o downgrade é uma troca de licenças, portanto, você só pode usar uma ou outra de cada vez, nunca ambas ao mesmo tempo.

Caso deseje também solicitar um DVD com a mídia de instalação, é possível, dependendo da disponibilidade de estoque na Microsoft. Mas esta parte é opcional, e é cobrada a mídia e o envio.

Veja abaixo qual versão do Windows Server 2012 você deve adquirir, para conseguir a versão do Windows 2008 equivalente. Caso prefira, fale direto conosco, e o orientaremos em todo o processo:

MicroSafe_Windows_Server_2012_Downgrade

 

Para saber mais sobre Licenciamento Microsoft em geral, consulte nossa página a respeito.

E para adquirir o Windows Server 2012 ou qualquer produto da Microsoft, visite o site da MicroSafe. Faremos de tudo para sua empresa ser nossa próxima cliente!

(*) Agradecemos a correção do leitor Lucas Ramiro Nogueira, cujos olhos de águia apontaram corretamente que escrevemos o número 2, indevidamente, no parágrafo inteiro acima 🙂

  • Luiz Carlos Santos

    se eu comprar o windows serve e o Sql server, posso acessar por 20 usuarios sem necessitar da Cal? ou seja, seria a CAL mas a titulo de fiscalização?

    • Prezado Luiz Carlos, a CAL é sempre necessária para o acesso de uma estação a um servidor Microsoft. Como no seu servidor físico teremos 2 servidores Microsoft (1 Windows Server e 1 SQL Server), será necessária que cada estação também possua a CAL de SQL Server e a de Windows Server. Em resumo, serão necessários:

      1 Licença do Windows Server no Servidor físico
      1 Licença do SQL Server no Servidor físico
      1 CAL de Windows Server para cada estação (total de 20 CALs)
      1 CAL de SQL Server para cada estação (total de 20 CALs)

  • Marcelo

    Bom dia … Tenho um Server 2012 R2 Standad, que adquiri junto a um server DELL, com mais 25 CALs de acesso local … porém precisei formatar o servidor, e não sei como faço para inserir os codigos das CALs .. não consigo achar onde fazer isso.

    • Ilício Francisco Júnior

      CAL não tem serial, é apenas um tipo de regularização junto a Microsoft. A única coisa que comprova que elas existem, é sua NF.

  • Jose Alves

    Tenho Windows server 2008 para 25 calls e quero ampliar a empresa e colocar novos computadores + 25. Eu te pergunto: É necessário comprar 50 calls ou posso comprar somente as 25 restantes?

  • Luciano Martins

    Bom dia, estou montando um ambiente onde instalarei o Hyper-V Server 2012 (ou 2016) que é gratuito e pretendo instalar sobre ele dois Windows Server 2012 Standard. Com a mesma licença eu posso virtualizar esses dois servidores (ela ativa duas vezes) ou terei que adquirir uma licença para cada servidor 2012 virtual ?

    • Prezado Luciano:

      Você tem que licenciar os servidores físicos, e poderá subir as virtualizações para eles gratuitamente, dependendo da quantidade. Para tanto precisamos saber do seu ambiente real:

      1) Quantos servidores físicos você possuirá?
      2) Quantos processadores por servidor?
      3) Quantos cores por processador (núcleo)?
      4) Quantas virtualização você quer fazer por servidor? (Entendi que serão duas, certo?)

  • Franklin Gomes

    Primeira duvida, comprei um servidor dell e uma licença do windows server 2012 r2 standard open mais 15 cal’s device pois tenho 15 estações que acessam. Minha pergunta é a seguinte, essa licença open pode ser instalada em uma maquina nova (pois li no site da microsoft que open serve apenas para atualização)?
    Segunda duvida, tenho mais um servidor com windows server 2012 standard oem com 15 cal’s device para acesso das mesmas estações da primeira pergunta. A duvida é, preciso de uma cal device para acessar cada servidor, ou no meu cenário (1 servidor server 2012, 1 server 2012 r2 e 15 estações) está sobrando? e se preciso de cal para os servidores se comunicarem?

    • Olá Franklin, tudo bem? Desculpe a demora na resposta. Segue:

      1) Minha pergunta é a seguinte, essa licença open pode ser instalada em uma maquina nova (pois li no site da microsoft que open serve apenas para atualização)?

      R) Pode sim fique tranquilo. Licença open perpétua é como FULL, pode ser instalada em máquina nova.

      2) Segunda duvida, tenho mais um servidor com windows server 2012 standard oem com 15 cal’s device para acesso das mesmas estações da primeira pergunta. A duvida é, preciso de uma cal device para acessar cada servidor, ou no meu cenário (1 servidor server 2012, 1 server 2012 r2 e 15 estações) está sobrando? e se preciso de cal para os servidores se comunicarem?

      R) Não precisará de CAL para acessar o outro servidor, o servidor OEM deve ser corporativo e para que ambos funcionem juntos, só precisam estar na mesma rede.

      Espero termos ajudado!

      • Franklin Gomes

        Olá, Paulo. Obrigado pela resposta, porém ainda fiquei com duvida , devo ter me expressado mal na pergunta. Referente a “o servidor OEM deve ser corporativo” e também sobre a cal, como tenho 15 estações e 2 servidores de versões diferentes, é necessário ter 30 cal’s, ou com 15 já estaria correto?

        • Sem problemas, Franklin, posso ter me expressado mal também.

          Mas o que importa é que no seu cenário, as suas 15 CAL’s já são adequadas, você não precisa adquirir mais CAL’s.

          Fique a vontade para esclarecer mais dúvidas.

  • Lucas carlos

    Comprei um servidor da HP modelo ML310e Gen8 v2 para testes no linux há dois atrás de uma outra loja, posso compra a lincença https://www.microsafe.com.br/748920-201_licenca-perpetua-oem-hp-windows-server-2012-foundation-r2-rok.npn.html para minha maquina?

    • Olá Lucas:

      A licença ROK é OEM, como descrito no site da MicroSafe. Isso significa que ela tem um valor reduzido, porque precisa ser adquirida na mesma nota fiscal em que o servidor for adquirido. Por ser uma licença atrelada ao hardware, no momento da compra, você não pode adquiri-la separadamente. Resumindo: a licença acima só pode ser comprada junto com um servidor, na mesma compra e NFe. Como você já comprou o servidor, não pode mais compra-la, terá que usar uma licença comum do Windows para isso.

      No seu caso, a próxima licença, em nível de preço, que você poderia adquirir agora seria o Windows Essential. Essa pode ser adquirida a hora que quiser, vem com 25 usuários (ao invés dos 15 da licença acima), e se você contar o preço “por usuário”, sai quase o mesmo preço que a licença acima. Clique abaixo e solicite uma cotação no site da MicroSafe:

      http://www.microsafe.com.br/g3s-00761_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-server-essentials-2012-r2.npn.html

  • Prezado, muito bom o blog, obrigado.

    Tenho a seguinte configuração:
    Terei duas máquinas servidoras em datacenters distantes (elas irão se ver e terão acesso, funcionando em cluster por VPN na internet).

    Em um primeiro momento vou usar esses servers para fechar a VPN, mas estamos usando um par de routers cisco para que eles fechem a VPN e sejam transparentes aos servidores, que “estarão na mesma rede”.

    Além disso, terei máquinas clientes que irão se conectar por VPN nos servidores, remotamente. Gostaria que todos tivessem acesso remoto (não usarei o tempo todo, tampouco em todas as máquinas ao mesmo tempo… será para intervenção remota na rede).

    Quantas CALs e quais tipos preciso?
    Imagino que preciso de uma RDS para cada máquina e User apenas para os administradores, visto que os clientes não irão acessar os servidores.

    Dúvida, para fechar VPN, preciso de usuário e senha… logo preciso de CALs de usuário para isso (pq neste caso, como cada máquina que fecha VPN usa um usuário, precisaria de uma RDS e uma User ou Device pra cada máquina).

    • Olá Volnei:

      Grato pelo feedback sobre o Blog!

      Em primeiro lugar, é impossível dimensionar qualquer cenário sem algum número de conexões, informado, então vou escrever esta resposta como se fosse licenciar UM usuário/máquina, e daí, você extrapola para o seu caso específico. Em segundo lugar, deixo claro que tanto a CAL normal do Windows quanto a CAL de RDS existem na versão Usuário (User) ou Dispositivo (Device).

      Isso dito, a grosso modo, você teve a ideia correta para economizar no licenciamento: cada CAL User é adequada para licenciar UM usuário para acessar UM servidor, de qualquer máquina que ele quiser. A CAL Device é o contrário, ela licencia UMA estação para acessar UM servidor, independente de quem a estiver usando.

      Não sei como você fará este acesso remoto, mas considere a utilização acima. Se você quer dar acesso ao servidor para o MESMO usuário, sempre, de onde quer que ele esteja (caso típico de dar acesso a um profissional específico de suporte/administração remota), faz mais sentido a CAL User. Compre a CAL User, dê o login/senha para ele e não se preocupe mais.

      Mas se você tem um computador estacionário em um local remoto, e o acesso ao servidor principal se dará sempre por ele, faz mais sentido a licença Device. A máquina estará licenciada para quantos usuários quiserem usá-la (esse é o cenário mais comum nas empresas).

      No final das contas, a dica é a seguinte: você terá menos USUÁRIOS ESPECÍFICOS ou menos ESTAÇÕES ESPECÍFICAS acessando o(s) servidor(es) remoto(s)? O que você possuir em MENOR quantidade, indica o licenciamento mais econômico para o seu caso.

      Tudo isso que falei acima vale tanto para a CAL normal quanto para a CAL de RDS.

      A CAL User do Remote Desktop Services está abaixo, caso precise de uma cotação. Dúvidas? Basta responder neste comentário:

      http://www.microsafe.com.br/6vc-02073_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-remote-desktop-services-2012-c.npn.html

  • Luís Rodrigues

    Boa noite!
    Estou montando um Servidor e tenho o seguinte cenário:
    Tenho 20 Máquinas (10 Note, 4 Desktop, 6 Thin Client) sendo que trabalharão em rede e RDS.
    Qual o Windows Server e CALs devo adquirir?

    • Olá Luís,

      Você teria 2 opções de cenários, dependendo se a sua empresa ficará dentro de no máximo 25 estações e aceitando RDS, ou não.

      CENÁRIO 1: Não ultrapassando 25 estações, nem usando RDS, agora ou no futuro
      ============================================================================

      O Windows Server 2012 Essentials é uma versão do Windows Server Standard que já inclui 25 CALs, por um valor MUITO convidativo. A contrapartida é que ela não pode ser expandida além de 25 estações, nem pode ser usada com Remote Desktop Services, logo, ela não atenderia suas estações Thin Client. Se atualmente você tem 20 estações, ela irá lhe atender plenamente, mas se você planeja adicionar além de 5 estações em um futuro próximo, não poderá. Neste caso, terá que comprar a licença normal do Windows Server. Portanto, pondere bem este cenário.

      Isso dito, segue a licença:

      http://www.microsafe.com.br/g3s-00761_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-server-essentials-2012-r2.npn.html

      Suas 20 estações já estarão licenciadas com a CAL normal do Windows Server, com a licença acima.

      Adicionalmente, para CADA estação que for usar Remote Desktop Services, é preciso também adquirir a CAL específica de RDS:

      Este cenário 1 oferece um valor de investimento muito atraente, para empresas que fiquem obrigatoriamente limitadas a no máximo 25 estações, sem acesso a RDS.

      CENÁRIO 2: Qualquer tipo de cliente, sem limite de estações
      ===========================================================

      Você precisará adquirir 3 licenças diferentes: uma para o servidor, uma para cada estação de rede e mais a licença do RDS para cada estação que for utilizá-lo.

      Para o servidor, a licença seria a do Windows Server 2012 Standard:

      http://www.microsafe.com.br/p73-06285_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-server-standard-2012-r2.npn.html

      Para cada estação conectada a este servidor, é necessária a CAL do Windows Server 2012:

      http://www.microsafe.com.br/r18-04277_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-server-2012-cal.npn.html

      E como no cenário anterior, adicionalmente, para CADA estação que for usar Remote Desktop Services, é preciso também adquirir a CAL específica de RDS:

      http://www.microsafe.com.br/6vc-02071_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-remote-desktop-services-2012-c.npn.html

      Neste cenário 2, você teria os investimentos normais de qualquer empresa que licencia o Windows Server 2012.

      Acessando qualquer link acima, você pode solicitar uma proposta à MicroSafe dos 2 cenários acima, clicando no botão para solicitar cotações. Pode copiar e colar esta mensagem lá.

      Caso tenha mais dúvidas, fique à vontade!

  • Ronaldo Anjos

    Bom dia, Pessoal !
    Estou com uma “briga com a Microsoft” e gostaria de um esclarecimento.

    Cenário: 9 Maquinas + 1 Server 2008 Standard, mas nem todas as maquinas estão em rede… A Microsoft está falando que eu preciso ter as 5 CALs (server – OK) e Comprar mais 4… procede ? mesmo que a maioria das maquinas esteja fora da rede… acessando somente a internet ?

    • Boa tarde, Ronaldo!

      Sendo muio claro? O que importa é o que você pode provar ou não.

      Você *pode* provar que estar 4 estações, que estão na *mesma* rede do Windows Server, *jamais* acessam o Servidor? Se pode, então não precisa das CALs.

      Entretanto, se qualquer uma destas 4 estações acessa o servidor, nem que seja para autenticar o acesso a internet (por exemplo), acessar uma impressora ou via um programa instalado nas estações que “fala” com algum outro instalado no servidor, então você precisa da CAL. Pior, para a Microsoft comprovar isso é muito fácil, basta olhar o log do servidor.

      Quando dizemos “pode provar”, é porque só isso importa em termos de fiscalização, que seria o seu único risco.

  • Roberto

    Boa Tarde,

    Tenho o seguinte senario:
    windows 2012 standar na maquina fisica e duas virtuais com o windows 2008 enterprise. com 30 estacoes

    uma maquina virtual roda o AD e a outra é servidor de arquivo.

    Eu preciso ter 30 cal de usuario ou como são dois servidores virtuais precisaria de 60? duas por computador.

    • Roberto:

      Deixa ver se eu entendi bem: FISICAMENTE, você tem apenas UM servidor, e 30 estações, é isso?

      Neste servidor FÍSICO, está instalado o Windows Server 2012, certo? Dentro deste servidor FÍSICO, rodam duas máquinas virtuais, cada uma rodando um Windows Server 2008 Enterprise, acertei?

      Suas 30 estações nunca se conectam ao Windows Server 2012 em si. Elas se conectam, ao mesmo tempo, aos 2 Servidores Virtuais do Windows Server 2008. Consegui descrever bem o seu ambiente?

      O que eu não entendi é se você precisa especificamente de CAL User, já que fez esta pergunta. Algum problema em licenciar apenas as estações, com CAL Device (leia o artigo novamente, ou minha resposta para o Jonathan, para entender a diferença entre CAL de Usuário e CAL de Dispositivo)

      Me confirme o seu cenário e esclareça a dúvida acima, para que eu possa recomendar o licenciamento correto.

  • Jonathan

    Olá,

    Na empresa temos 150 usuários e cada um deles acessam uma pasta compartilhada no Windows Server 2012, atualmente não é gerenciada pelo AD mas posteriormente será.

    A questão é, para qualquer relação cliente/servidor, seja para acessar uma pasta compartilhada, uma impressora compartilhada através do servidor, preciso de uma cal de acesso para usuário ou para dispositivo?

    • Jonathan:

      Bacana o tamanho da sua empresa, parabéns!

      Em primeiro lugar, sim, qualquer tipo de acesso a um servidor Windows Server precisa ser licenciado através de uma CAL. A CAL não é um software em si, mas o direito de acessar o servidor através de uma estação (cliente). É mais uma questão ética e legal, do que técnica (determinadas CAL, como o Remote Desktop Service, de fato também exigem instalação e autorização)

      Segundo: vocês possuem 150 usuários, Ok. Mas quantas estações estes usuários de fato utilizam para acessar o Windows Server? Explicando: pode ser que sua empresa tenha 3 turnos, de 50 funcionários cada um. Assim, você na verdade só possui 50 máquinas. Embora estes 150 usuários tenham contas distintas no Windows Server, a cada momento, no máximo 50 máquinas acessariam o servidor.

      A CAL de Dispositivo serve justamente para a situação acima: licenciar a *máquina* usada para acessar o servidor. Assim, na situação acima, mesmo com 150 usuários,você só precisaria adquirir 50 CALs Device.

      A CAL de Usuário é mais adequada para a situação inversa, quando você tem mais máquinas do que usuários. É o caso típico de quem trabalha remotamente. Digamos que você tenha uma força de trabalho de 5 pessoas espalhadas por todo o Brasil, cada um deles precisando acessar o seu servidor Windows Server remotamente. Estas mesmas 5 pessoas, cada uma, tem uma estação particular, em RJ, SP, MG e CE, ou seja, cada um pode realizar o acesso através de 4 estações diferentes (toalizando 20 estações espalhadas pelo Brasil). Neste caso, aí sim, o mais vantajoso seria licenciar seus funcionários com 5 CAL User’s, em vez de comprar 20 CAL Device’s.

      Qual seria o seu caso?

      De qualquer forma, segue o link para a CAL Device, produto mais popular. Você pode pedir uma cotação pelo site da MicroSafe apenas clicando em um botão:

      http://www.microsafe.com.br/r18-04277_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-server-2012-cal.npn.html

  • WILLIAM FAHHAM

    Bom dia.
    Gostaria de Saber o seguinte,

    Tenho 300 Licenças CAL que utilizo para o meu terminal service 2008, Montei um ambiente RDS. essas 300 licenças ainda são validas ? basta adicionar o servidor de licenciamento na interface do RDS ? Ou Preciso fazer a troca ou upgrade das mesmas ?

    Muito Obrigado.

    • Prezado William:

      Se as suas 300 licenças atuais forem apenas a CAL do Windows Server 2008, elas continuam válidas, mas para usar as estações com RDS, é necessário adicionar às suas licenças existentes o CAL específico de RDS, para poder ativá-las no servidor.

      Resumindo:

      1. Para o seu ambiente, você precisa possuir 300 CALs de Windows Server 2008 e 300 CALs de Remote Desktop Services (RDS, antigo Terminal Server)
      2. Confira o que você já possui do item 1 e adicione (ou não) o restante

      Caso realmente precise, você pode solicitar uma cotação direto no link abaixo, e solicitar um downgrade para a versão 2008:

      http://www.microsafe.com.br/6vc-02071_licenca-perpetua-open-microsoft-windows-remote-desktop-services-2012-c.npn.html

  • Temos o WINDOWS SERVER 2008 R2 standart. Tem como comprar apenas cal do 2012 e fazer donwgrade ?

    Um computador de usuário, quando coloca uma cal é como se fosse o sistema operacional dele ou precisa tambem do sistema operacional na máquina?

  • Olá, no caso para quem vai usar 5 VMs apenas, preciso comprar 3 licenças?

    grata

    • Prezada Carolina:

      O ideal seria possuir a versão Datacenter do Windows Server, que permite VMs ilimitadas, assim você resolveria tudo com um servidor só. Mas se você quer usar o Windows Standard, realmente, ele só permite 2 VMs por servidor, com até 2 processadores físico, Logo, para atender um mínimo de 5 VMs seriam necessárias 3 licenças do Windows Server. Isso lhe daria direito de ter até 6 VMs. Também lhe daria direito de escolher instalar as 3 licenças em um único servidor com até 6 processadores físicos. Ou em até 3 servidores com 2 processadores físicos cada um (reveja o post acima para mais informações)

  • Marcio Akira Okamura

    Simplifiquem.
    Fizeram isso muito bem com o Windows 10.
    Cabe no celular, no tablet, no notebook, no desktop.
    Veja bem. Tiveram que fazer um post para tentar explicar como é essas comercializações que ainda assim, deixam dúvidas.
    Simplifiquem.