5 razões para ter funcionários como amigos no Facebook

7 Comments

Como a MicroSafe se aproximou de sua própria equipe ao se engajar de vez nas Redes Sociais

Bah! Chefes não erram: você que não entendeu a pergunta

Facebook hoje é um espaço virtual de convivência, colaboração e… produtividade!

2011, para a MicroSafe, foi o ano das Redes Sociais. Com uma estratégia precisa, e voltada para conteúdo, sem grandes gastos, hoje podemos nos considerar muito satisfeitos. Uma vez que não temos necessidade de ganhar espaço com publicidade, nosso Blog, Facebook e Twitter adotou uma postura transparente que nos rendeu mais de uma centena de usuários de fato engajados com nossas comunicações, ao invés de meras listas de SPAM para ganhar brindes. Foi muito melhor do que esperávamos.

Se você quer saber se tivemos lucro ou não nessa empreitada, este não é o objetivo principal das redes sociais, em nossa opinião. É, como dissemos, engajar um público com a nossa mensagem. Tudo começou porque queríamos lapidar um pouco da imagem de seriedade que projetávamos no mercado, que a nosso ver, estava excessiva. Queríamos manter a austeridade em negócios pela qual já éramos conhecidos, mas também mostrar nosso lado humano.

Passados quase 9 meses (estreamos em Março de 2011), quem lê o Blog da MicroSafe e nosso Facebook já sabe que, mesmo vendendo a marca, temos bronca da Apple no Brasil, que adoramos a Microsoft, que curtimos um certo sarcasmo e acidez em nossos posts. E que acertamos muito em nossas previsões de tecnologia, o que pode dar indícios de nossa expertise corporativa em negócios na indústria de TI. Sabe também que são os principais diretores da MicroSafe que escrevem aqui no Blog e que temos canal aberto com quem quiser nos xingar, elogiar, reclamar, perguntar. Essa é a parte séria. Mas sabem também que respondemos de tudo, desde como virtualizar servidores até como conseguir figurinha no GetGlue (de longe, o post mais comentado do Blog, depois do RV415), porque, acima de tudo, a MicroSafe está, felizmente, repleta de gente boa, que curte as mesmas coisas que qualquer um. No final, a ideia geral é que você se sinta bem, seguro, confiante e, até mesmo, desinibido o suficiente para fazer negócios com a gente. Nos diga se estamos no caminho certo.

Um dos dividendos inesperados de nossa experiência em Redes Sociais foi no próprio convívio com nossa equipe. Aqui estão 5 motivos pela qual você, empresário, deveria liberar o acesso e conversar com seus funcionários pelo Facebook:

1. Você vai deixar de ser visto como uma figura abstrata e terrível

Você se lembra de quando era funcionário, e ao entrar pela primeira vez em uma empresa, sentia aquele frio na barriga quando olhava na direção da “sala do chefe”? Pois é. Sou capaz de apostar que seus funcionários sentem a mesma coisa em relação a você. Ao manter um relacionamento virtual com eles pelo Facebook, você escolhe que facetas deseja mostrar de sua personalidade.  Não importa se você curte The Monkees ou Neguinho da Beija Flor (ou se sua equipe é jovem demais pra saber quem é o primeiro) no Facebook, o simples fato da sua turma ver que você não pensa exclusivamente  em trabalho o tempo todo irá mostrar a eles que você também é humano. Uma característica raramente atribuída a chefes, diga-se de passagem…

2. Você irá conhecer sua equipe de maneiras que jamais seria possível no dia-a-dia (No bom sentido!)

Sei que parece estranho dizer isso, como se estivéssemos valorizando o contato virtual mais do que o presencial. Mas sejamos pragmáticos: todos estamos trabalhando 8h por dia (geralmente mais). Você não vai ficar passeando pela empresa perguntando a cada um “como vai”, senão nem você, nem ninguém realiza trabalho algum. Mas ao ver o Twitter do seu funcionário sofrendo no trânsito fora do horário de trabalho, você pode simpatizar melhor com as dificuldades dele, e pode aprender que um dia de folga pode valer mais que uma gratificação em dinheiro como recompensa;

3. O relacionamento vai melhorar entre todos. Acredite

Desde que nossa equipe passou a interagir pelo Facebook, todos passaram a curtir mais uns aos outros. Isso acontece dentro e fora do horário de trabalho. Na verdade, uma funcionária antiga nossa acabou de voltar para a empresa, e a diretoria praticamente não participou disso. Isso porque todo mundo que sai da MicroSafe continua conectado a todo mundo, experimentando novas alternativas, comparando com a anterior, e, o fato é que, a saudade bate mesmo, sem exageros (Claro que precisa existir um bom ambiente na empresa em primeiro lugar. Rede Social alguma substitui isso). Este é um exemplo de como os laços formados dentro da empresa continuam e se expandem. No dia que essa  funcionária deu uma pequena dica de que buscava oportunidades, novamente, recebeu um convite meu… pelo Facebook. E já está conosco novamente;

4. Crie um grupo exclusivo no Facebook para sua empresa, e veja a comunicação fluir muito mais rápida, móvel e descontraída. E você ainda economiza em treinamento

Hoje, quando quero divulgar uma promoção para o vendas, um recado para a expedição tomar cuidado com os atrasos de fim de ano, uma notícia que pode ajudar o financeiro, faço isso no grupo particular da MicroSafe no Facebook, restrito apenas à nossa equipe. É instantâneo, é prático, pode ser acessada de qualquer parte (Celular, Tablet, Computador, e até de algumas TV’s!) e a qualquer hora e “fica lá”, em um mural. Na prática, virou nossa Intranet, com muito mais simplicidade e dinamismo. O Facebook já é uma plataforma praticamente ubíqua, seu funcionário já sabe usar, compartilhar e divulgar, ou seja, nada de WebEx disso ou daquilo.  Documentos, a gente complementa com um link para o disco virtual da própria MicroSafe, mas você poderia usar DropBox, SugarSync, etc…

5. É um novo mundo, bebê. Como seus funcionários te vêem?

Ao conversar sobre estes motivos com empresários amigos meus, todos, sem exceção, reagem de forma contrária. “Ah, mas no seu negócio você fica de frente para o computador o dia inteiro”, “tá louco, se eu liberar o Facebook ninguém mais trabalha”. Mas empresas deveriam trabalhar por metas, e se a meta de cada um está em dia, não é o post do pessoal que vai prejudicar. O uso recomendado do Facebook aqui, inclusive, é por todos da empresa, Gerentes e Diretores inclusive. A ideia aqui é estimular a participação e colaboração de todos.

Ao mover a colaboração da sua empresa para uma plataforma de última geração de maneira efetiva (e não por fanfarronice), você está sinalizando para sua equipe, para seus clientes, para o mercado em geral vários indícios de que você e sua empresa, estão sintonizados não com “a última moda em redes sociais”, mas sim como uma empresa que sabe aproveitar recursos,  muitas vezes gratuitos, para de fato colher benefícios em mobilidade, comunicação, e, quem diria, entrosamento.

E vamos continuando a construir uma empresa da qual ninguém quer sair, e todos são bem vindos a voltar. \o/