Anunciado o fim do Adobe Flash Player Mobile

No Comments

Ações da empresa caem forte depois do anúncio que o Adobe Flash Player para dispositivos móveis não seria mais desenvolvido

Morte do Flash indica crise

Crise nas infinitas Adobes?

Além da “morte”  do Adobe Flash Player para celulares, empresa também cortará 720 postos de trabalho

Segundo notícia do MarketShare (Obrigado pelo link, Poyart!), as ações da Adobe caíram fortemente nesta quarta-feira (7%) depois do anúncio da empresa que o Flash Player para dispositivos móveis não seria mais desenvolvido (A versão 11.1 para Android e BlackBerry será a última a ser lançada).

Em vez disso, a empresa focará esforços no padrão HTML5, que aliás, já vem adotando em seus produtos, como falamos antes neste post.

É bom reforçar que estamos falando apenas do Adobe Flash Player para dispositivos móveis (Celulares, Tablets e quetais). O Flash em si continua, firme e forte, nos browsers (até agora!). Ao que parece, a Adobe não levou a melhor quando a Apple, na voz de Jobs, iniciou uma campanha contra o Flash em seus próprios produtos.

Combinado com a notícia da última terça em que a Adobe dipensaria 750 postos de trabalho (que a empresa tinha explicado como “simples plano de reestruturação”), o mercado não reagiu bem, causando a queda observada acima. Pelo visto, o relações públicas da Adobe estudou na mesma escola que o Leo Apotheker, da HP…

Resta saber se a morte do Adobe Flash Player, como nos quadrinhos da DC, indica o meio da crise… neste caso, Steve Jobs foi claramente o Anti-Monitor da Adobe.