Windows Store – uma loja para governar a todas?

No Comments

A Windows Store pode se tornar a maior loja de apps do mundo?

MicroSafe Windows Store. Quer dizer...

Microsoft Insiders Brasil revela detalhes sobre a Windows Store Preview

Conforme novidades vão sendo anunciadas, reforça-se que a proposta da Microsoft com o Windows 8 não é apenas a de um novo sistema operacional, mas a de conseguir criar o primeiro ecossistema de TI realmente completo, integrado e em sinergia total, do Servidor ao SmartPhone. O Windows 8 é apenas a peça central desta estratégia.

Hoje tivemos updates sobre outra peça fundamental desta estratégia: a Windows Store. E pelo texto e vídeo publicados na Microsoft Insiders Brasil, diríamos que a Internet vai ganhar um gigantesco centro de compras e serviços a partir do ano que vem.

Hoje, estamos acostumados a olhar para a AppStore e para o Android Market mais como centros de lazer, do que de negócios. É fato que apps de produtividade podem ser encontrados em ambas as lojas, mas ninguém pode negar que o lazer é o bem predominante à venda. Nem que seja pelo prazer de descobrir, fuçar e instalar app…

A proposta da Windows Store é simplesmente congregar “tudo que existe na Internet para Windows”, em um lugar só. Então, se antes você baixaria aquele freeware bacana, ou aplicativo matador de vários sites (e cada vez, de um site diferente), vai usar menos o Google para isso (tome nota).

“Chamando todos os desenvolvedores para a Windows Store!”

Mas aqui estamos falando apenas de programas que, a partir do ano que vem, já podem ser considerados “legados”. De maneira agressiva, a Microsoft está propondo a desenvolvedores que adotarem HTML 5 e a nova interface Metro do Windows 8 a seguinte negociação: 70% de margem na venda de qualquer app “Windows 8” através da Windows Store. E caso o app se torne realmente popular, vendendo mais de 25 mil dólares, a margem passa para 80% (!). Fiquei imediatamente tentado a comprar um monte de livros de HTML 5…

Para executivos, números e segurança

“A maior oportunidade para desenvolvedores em todos os tempos”. É assim que a Microsoft denomina a Windows Store. O mercado para apps baseados em Windows, segundo o Gartner, é de mais de 500 milhões de PC’s (!!). Combinados todos os iPhones, iPads, Tablets e SmartPhones Androids, Mac’s, MSX’s (ok, esse último era pra saber se você estava prestando atenção) que já foram vendidos no mundo, não chegam ao que o Windows já vendeu (!!!). São 231 mercados em mais de 100 idiomas. Not bad.

Le Wild Android appears

Na parte de segurança, estamos falando de Windows. Parece anacrônico, mas dispositivos baseados em Windows podem ser submetidos a regras de seguranças, que são necessárias em ambientes corporativos. Sendo assim, apps na Windows Store têm muito mais chance de serem adotados por empresas, do que no Market, por exemplo, devido ao padrão aberto desta última plataforma. Algo a se considerar, e pela qual o mercado corporativo parece estar ansioso, na verdade.

Mais informações neste post da Microsoft Insiders Brasil, e não deixe de assisitr o vídeo abaixo (infelizmente, ainda em inglês) para testemunhar a Windows Store Preview em ação: